P H I L O S O P H Y P I C T U R E S O P I N I O N S M E N U T H E  G R O U P C O N T A C T S H O M E
H O M E
H O M E
O restaurante Kais nasce da recuperação de um velho armazém à beira Tejo, onde, nos finais do século XIX, se gerava a energia para os eléctricos que ainda hoje circulam pelas ruas de Lisboa.

O design e decoração de interiores tem a inequívoca assinatura de Maria José Salavisa, que apostou na manutenção e respeito pelo aspecto industrial da época. A reflexão deste trabalho, espelha bem o pensamento do arquitecto Otto Wagner:"A estrutura de um edifício e o material para ela utilizado devem ser visíveis", por esta razão permanecem à vista todos os elementos da estrutura de ferro e pormenores da velha oficina.

As oliveiras milenares são uma evocação histórica de passado e de um símbolo de felicidade; à entrada, a água que jorra para um lago sugere a ligação ao mar e à gesta dos descobrimentos; as grandes janelas deixam a céu aberto as mesmas estrelas que guiaram esses grandes navegadores nas suas gloriosas viagens.

O ambiente industrial-chic é criado pelo mobiliário inspirado em Frank Lloyd Wright e pelo jogo de luzes e velas que transfomam a sala imensa numa atmosfera íntima e acolhedora.

Tratando-se de um restaurante, nunca seria uma obra de arte caso não oferecesse uma rica e elaborada gastronomia, com serviços igualmente do mais alto nível. Daí a aposta nos melhores profissionais que com o seu talento e saber, o acolhem e lhe oferecem momentos de raro prazer.